30 setembro 2011

  Um passo atrás. Uma visão perdida, uma palavra solta, um sorriso desperdiçado, uma oportunidade sem efeito, um mero olhar, um suspiro largado.
  Lá estava ela, a lamentar-se para si mesma. Dando um contorno maior ao obstáculo, ocultando o problema, propondo a sua solução. Lá estava ela, seguindo o seu próprio caminho, fingindo ter esquecido toda a tristeza, que no fundo, todos a encontram escrita nos seus olhos.
  Ali estava ela... Tão vazia, tão farta, tão triste, tão eu!

6 comentários:

'o que custa não são as opiniões negativas, o que custa é ninguém dizer nada'